UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

UGT e Grupo Uninter lançam MBA em Gestão Sindical e Trabalhista


09/06/2014

O grupo educacional UNINTER e a UGT-PARANÁ, fizeram o lançamento oficial, em Curitiba (PR), de um inédito curso de MBA em Gestão Sindical e Trabalhista. O evento, na noite de quinta-feira (5/6) teve uma aula inaugural com a palestra do ex-ministro do Trabalho e Emprego e ex-presidente do TST - Tribunal Superior do Trabalho,  Almir Pazzianotto Pinto, que abordou o tema "Ministério do Trabalho e Sindicalismo: breve história e situação atual" . Participaram dessa aula inaugural mais de 300 dirigentes sindicais, advogados, profissionais de recursos humanos, contabilistas, profissionais liberais e empresários.
 
Para falar sobre esse importante curso de especialização, foram destacados para compor a mesa, o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi; o vice-reitor do grupo Uninter e vereador em Curitiba, prof. Jorge Bernardi; o presidente do Tribunal Regional do Trabalho no Paraná, desembargador Altino Pedroso; o diretor do IBPEX, prof. Carlos Alberto Petersen Gomes , o secretário geral nacional da UGT, companheiro Canindé Pegado e o palestrante, Almir Pazzianotto.
 

O vice-reitor do grupo Uninter, professor Jorge Bernardi fez uma explanação sobre a criação desse curso, inédito no Brasil. "Esse MBA surgiu de uma conversa minha com o Paulo Rossi, ainda quando eu era o secretário municipal do trabalho de Curitiba e o Paulo Rossi era o superintendente da pasta. Ele relatou as dificuldades dos profissionais de recursos humanos, contabilistas e até dos advogados em entenderem a estrutura sindical brasileira. A partir daí, começamos a desenvolver esse projeto que hoje está se materializando", lembrou Bernardi.
 
Por sua vez, o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi, falou da necessidade do movimento sindical se qualificar cada vez mais para as lutas da categoria. "Esse curso é um grande passo visando a qualificação dos dirigentes sindicais, pois a cada ano precisamos estar mais preparados e conhecedores das normas trabalhistas. Além disso, nosso objetivo é fazer com que os profissionais que trabalham no dia a dia das empresas, possam entender a complexidade da estrutura sindical brasileira. Muitos profissionais não entendem que, numa montadora, não existe somente um sindicato representativo que é o Sindicato dos Metalúrgicos, por exemplo. Existem outros sindicatos que representam as categorias diferenciadas, e nem sempre a data-base desses sindicatos coincidem no mesmo mês. Ou seja: numa mesma empresa existem várias negociações coletivas que acontecem em momentos diferenciados e que precisam ser respeitadas. Esse curso é a prova inequívoca da UGT promover um sindicalismo cidadão, ético e inovador", concluiu Rossi.
 
O secretário geral nacional da UGT, Canindé Pegado, relatou sua experiência acadêmica e sindical e ressaltou a importância dos trabalhadores se qualificarem cada vez mais num mundo globalizado. "Antigamente, os dirigentes sindicais sequer possuíam o ensino fundamental. Hoje, os dirigentes estão cada vez mais qualificados, com bacharelado e mestrado. Quem ganha com isso são os próprios representados". Pegado citou ainda o exemplo dos dirigentes da UGT do Pará. "Lembro-me que, há uns 5 anos, o companheiro José Francisco, presidente da UGT-PA, me procurou e pediu opinião sobre a educação. Estimulamos ele e os demais companheiros daquele estado a fazerem o bacharelado em direito. Para nossa alegria, 14 dirigentes da UGT-PA estão concluindo o curso". Ao finalizar, Pegado elogiou o trabalho da UGT-PARANÁ pelo lançamento do curso. "O companheiro Paulo Rossi, um dos idealizadores desse MBA, mostra que é um dos mais competentes sindicalistas da nova geração, com visão moderna de mundo e com ampla capacidade de gestão, algo essencial para que as conquistas trabalhistas possam ser revertidas para toda a classe trabalhadora", disse Pegado. 
 
"Ministério do Trabalho e Sindicalismo: breve história e situação atual"
 
O palestrante da noite, Almir Pazzianotto, com a propriedade e experiência de quem já assessorou sindicatos de trabalhadores nos anos da ditadura militar, e passou por vários cargos públicos, em diversas gestões, foi enfático ao questionar o verdadeiro papel que as entidades sindicais devem desenvolver. Pazzianotto falou sobre a falta de identidade e de ação que muitos sindicatos vivem hoje no Brasil, perdendo espaço, principalmente para outros movimentos sociais. O ex- ministro criticou, principalmente, o atrelamento político que muitos sindicalistas criam com os governos, em todas as esferas, e muitas vezes, praticando o "peleguismo", deixando as bandeiras de luta fora das ações sindicais. Ele criticou ainda as várias gestões do Ministério do Trabalho, que editam inúmeras Portarias, deixando espaço para a criação de sindicatos que não representam trabalhador algum e só querem ter acesso às contribuições sindicais. "Já sugeri várias vezes para que as centrais sindicais se reúnam e tirem uma pauta mínima visando alterações pontuais no sistema de representação sindical brasileira, pois caso contrário, cada vez será maior o número de trabalhadores descontentes com seus dirigentes", avaliou Pazzianotto.
 
CURSO
 
O curso presencial de MBA em Gestão Sindical e Trabalhista, com duração de 18 meses, terá sua primeira turma na cidade de Curitiba, capital paranaense, com início das aulas previstas para o dia 11 de agosto, sempre as segundas e terças-feiras. O público alvo são os profissionais ligados à área sindical ou pessoas que tenham interesse em desenvolver competências específicas sobre os temas que serão tratados na grade curricular.
 
No conteúdo programático estão: História do Sindicalismo, Fundamentos da Administração aplicados à gestão, Economia e Mercado de Trabalho, Planejamento Estratégico Aplicado, Sociologia do Trabalho, Estratégias e Sistemas de Gestão de Pessoas, Direito e Legislação do Trabalho, Normas e Legislação Sindical, Negociação Coletiva de Trabalho, Financiamento Sindical e Metodologia Científica e Orientação de TCC - AVA, com carga horária total de 360 horas.
 
Ainda há vagas e os interessados devem procurar diretamente o IBPEX/UNINTER, pelo telefone: 0800 702 0501.
 
Dirigentes sindicais e associados às entidades filiadas à UGT, terão descontos especiais.
 
Fonte: UGT Paraná
 
 


Categorizado em: UGT - Paraná,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.