UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Seminário em Curitiba discute a segurança pública


25/04/2014

 

 

 

 

A segurança pública e o papel do Estado foram debatidos nos dois dias do seminário promovido pelo Fórum Paranaense Pela Segurança Pública

 


 

 

 

 

Representantes de entidades de classe, dirigentes sindicais e organismos da segurança pública participaram do 1º Seminário: "Repensando a Segurança Pública", realizado em Curitiba dias 24 e 25 de abril. A promoção é do Fórum Paranaense pela Segurança Pública, composto por entidades sindicais de trabalhadores de segurança e pela UGT-PARANÁ. e coordenado por Fernando Vicentine, presidente do SINPEF/PR-Sindicato dos Policiais Federais do Paraná (filiado à União Geral dos Trabalhadores).
 
Nos dois dias de seminário, profissionais das diversas áreas da segurança pública participaram de  palestras e debates realizados no auditório da FIEP - Federação das Indústrias do Estado do Paraná e no auditório da Faculdade Uninter. Na abertura, dia 24/4, estiveram presentes as seguintes autoridades: o presidente do Fórum, Fernando Vicentine, o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi, o vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luis Antonio Boudens, o  procurador da República,  Marcelo Godoy; representando a Prefeitura de Curitiba, o superintendente da Secretaria Municipal da Defesa Socia,l Osiris Klamas,  o vice-presidente da APRAS/SC - Associação de Praças de Santa Catarina, Luis Fernando Bittencourt e o deputado estadual professor Lemos (PT), além  do sociólogo e professor da Universidade Federal do Paraná, Pedro Rodolfo Bodê de Moraes, que proferiu a palestra: "Desmilitarização e Democratização das Polícias: Por uma Polícia Voltada ao Cidadão".
 
O presidente do Fórum, Fernando Vicentine, destacou o trabalho que vem sendo realizado pelas entidades que compõem o colegiado, e as propostas que a entidade quer encaminhar ao congresso nacional, para que se tornem Leis. "Precisamos urgentemente do apoio dos parlamentares e de toda a população brasileira, pois a segurança pública clama por uma reforma do seu sistema, que vem desde a época do império", disse Vicentine.
 
O presidente da UGT-PARANÁ , Paulo Rossi destacou a necessidade urgente da revisão do papel das policias na sociedade, e as condições de trabalho a que são submetidos os profissionais de segurança. “Esses trabalhadores não podem ser tratados apenas como números, são seres humanos com uma história de vida pessoal, familiar e social. São inúmeros os casos de depressão e doenças relacionadas ao trabalho, e cabe ao Estado, que é contratante das principais forças policiais, promover as qualificações e dar melhores condições salariais e de trabalho para que esses profissionais possam agir de forma eficaz em todas as etapas da atuação policial". Rossi criticou ainda o recente episódio envolvendo a apresentadora do telejornal do SBT, Raquel Sherazade. "Infelizmente, o Brasil não vive um Estado Democrático de Direito. O comentário da Raquel foi aquilo em que a maioria da população brasileira pensa em relação aos marginais. Neste país só existem Direitos Humanos para bandidos. Nós, cidadãos de bem, que trabalhamos e pagamos impostos, estamos à mercê dos nossos direitos, e ainda aparecem parlamentares filiados a partidos que se intitulam de "esquerda" querendo censurar as pessoas. Basta! A UGT defende a valorização da classe policial e que os Direitos sejam para todos os Humanos", finalizou Rossi.
 
O presidente do SIGMUC - Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba (filiado à UGT), Luiz Vechi, comemorou a aprovação do projeto de Lei que regulamenta as guardas municipais no país, mas ressaltou que a luta por melhores condições de trabalho continua. "Aqui em Curitiba, demos o primeiro passo para que os profissionais da guarda municipal tenham um plano decente de carreira na prefeitura. Esperamos que o prefeito Gustavo Fruet (PDT) se mostre sensível e valorize os profissionais que zelam pela segurança dos cidadãos curitibanos", concluiu Vechi.
 
Esse primeiro seminário promovido pelo Fórum Paranaense Pela Segurança debateu ainda questões relacionadas ao "Controle externo no Paraná e na autuação criminal", apresentadas pelo procurador da República Marcelo Godoy; " A guerra às drogas’, pela juíza aposentada Maria Lúcia Karam; "Panorama Nacional da Segurança", apresentado pelo senador paranaense Álvaro Dias (PSDB), e a "Inovação da Segurança Pública", pelo professor da UERJ - Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Luiz Eduardo Soares.
 

Fonte: UGT Paraná


Categorizado em: UGT - Paraná,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.