UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Congresso estadual reúne mais de 3500 trabalhadores celetistas em cooperativas do Paraná


28/04/2016

Mais de 3500 cooperários e cooperárias  participaram ativamente do encontro, que é um dos maiores congressos de trabalhadores em nosso estado, e que teve como tema “A Força do Trabalho que Transforma o Agronegócio no Paraná”. Durante o congresso foi aprovada a pauta  econômica e social da Campanha Salarial Unificada 2016/2017 que integra os sindicatos: Sintrascoom, Sintracoosul, Sintrascoop, Secoomed, Sindicred-PR e Sitracoosp (todos filiados à UGT).

 

Além dos dirigentes das entidades organizadoras, prestigiaram o congresso personalidades do mundo sindical e político, dentre elas o secretário nacional de Relações Institucionais da UGT, Miguel Salaberry Filho, que também representou o presidente nacional da central, Ricardo Patah; o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi; o presidente do Sindicato dos Empregados de Cooperativas de Crédito do Rio Grande do Sul, Éverton Rodrigo de Brito; o membro do colégio de vice-presidentes nacionais da UGT e deputado estadual Chico Brasileiro (PSD); o vereador de Cafelândia, Adilson Garcia (PDT); os presidentes das Regionais Oeste e Litoral da UGT-PARANÁ, Antônio Vieira Martins e Jaime da Saúde respectivamente; e  o gerente regional da Sanepar, em Toledo, Fábio Leal Oliveira, que representou o presidente da companhia, Mounir Chaowiche.

 

Ao abrir o congresso, o presidente da Fetracoop, Clair Spanhol falou do delicado momento político e econômico no Brasil e da importância da união da classe trabalhadora: “sabemos que, mais uma vez, querem repassar a conta dessa crise para os trabalhadores.  Mas nós não aceitamos isso. Aqui no Paraná, o setor do agronegócio vem apresentando índices constantes de crescimento, então não há nenhuma justificativa para não haver reajustes dignos nos salários dos cooperários e cooperárias, que são os alicerces do cooperativismo no estado”, disse Spanhol.

 

O presidente do Sintrascoom – sindicato com base em Foz do Iguaçu e anfitrião do congresso - Beno Schroder, agradeceu a participação maciça dos trabalhadores celetistas em cooperativas e aos apoiadores do evento: “saúdo a todos os cooperários e cooperárias que não mediram esforços para estarem hoje aqui nesse importante encontro. Agradeço a todos que contribuíram na organização e aos apoiadores: Sanepar, BRDE, Itaipu Binacional  e à prefeitura de Foz do Iguaçu. A todos nosso muito obrigado por apoiarem os trabalhadores em cooperativas do estado do Paraná.

 

Por sua vez o presidente do Sintracoosul, Joel Martins Ribeiro falou sobre a unificação da campanha salarial dos trabalhadores em cooperativas: “Ao aprovarmos nossa pauta salarial e social, estaremos também aprovando uma grande mobilização estadual, onde os cooperários  e cooperárias filiados aos sindicatos integrantes da Fetracoop, mostram  união e disposição em lutar pelos seus direitos, com reajustes que reponham as perdas e com significativo ganho real”.

 

O presidente do Sitrascoop, José Altair Constantino também falou da campanha salarial 2016: “lembramos a todos os trabalhadores que dentro de alguns dias estaremos fazendo as assembleias itinerantes, percorrendo todas as cooperativas e colhendo, de forma democrática, as sugestões para nossa pauta unificada. Com essa união cooperária avançaremos ainda mais nas conquistas para toda categoria”.

O presidente do Secoomed, Rogério Kormann, destacou a união sindical e o papel que a Fetracoop desempenha no cenário paranaense:  “importante frisar que a Fetracoop, federação que integra os mais importantes sindicatos de trabalhadores em cooperativas do Paraná, vem, ao longo desses anos, promovendo o sindicalismo com cidadania, ética e inovação.  E esse 17º congresso é mais uma dessas grandes realizações. Estão de parabéns os diretores da Fetracoop, dos sindicatos filiados e todos os cooperários e cooperárias do Paraná”.

 

O presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi, palestrou sobre a conjuntura política e econômica do país  e seus reflexos para a sociedade, principalmente para a classe trabalhadora. “Vivemos num tempo de incertezas na política, com danos irreversíveis na economia do País. Infelizmente, a grande maioria do povo brasileiro é atingida por essa, que  já é considerada, uma das maiores catástrofes da administração pública que o Brasil já vivenciou. Para termos uma ideia, o mês de março foi o pior em 25 anos em relação às demissões. Já somos mais de 10 milhões de desempregados, resultado de uma política econômica nefasta”.  Rossi destacou ainda a força do cooperativismo no Paraná, com os constantes índices de crescimento: “os ganhos que o agronegócio vem tendo no estado mostram que mesmo em meio à crise, os trabalhadores produzem e contribuem para o fortalecimento da economia.  É  mais do que justo que os reajustes salariais também acompanhem esse crescimento”.

 

O deputado estadual Chico Brasileiro (PSD), elogiou os presidentes das entidades organizadoras do evento, se mostrando surpreso com a quantidade e a qualidade dos participantes. “Me considero um militante do movimento sindical e social, e fico feliz ao ver entidades como a Fetracoop mobilizar tantos trabalhadores. Isso é a prova de que existem dirigentes sindicais, como o Clair Spanhol, que realmente são comprometidos com a classe trabalhadora”, disse Chico.

 

O secretário nacional de relações institucionais da UGT, Miguel Salaberry Filho, ressaltou a organização do congresso e os temas discutidos. “Mais uma vez me sinto feliz e honrado com o convite para participar de tão importante evento para a classe trabalhadora. A Fetracoop e seus sindicatos filiados e a UGT-Paraná, são vanguarda no sindicalismo paranaense e brasileiro”, concluiu Salaberry.

 

NEGOCIAÇÃO SALARIAL

 

Os cooperários e cooperárias aprovaram por unanimidade a pauta da Campanha Salarial 2016/2017, apresentada no congresso. “Incluímos diversas reivindicações quanto à saúde e segurança no trabalho” destacou Joel Martins Ribeiro.

 

Também foi aprovado que as entidades buscam a reposição de 100% do INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor, acrescido de 3% de aumento real nos salários. “Com isso, esperamos que os dirigentes patronais reconheçam o nosso esforço em manter o crescimento das cooperativas, mesmo em plena crise, pois continuamos sendo a força de trabalho que transforma o cooperativismo e o agronegócio em nosso estado”, disse Clair Spanhol, encerrando o congresso.

 

Fonte: UGT Paraná


Categorizado em: UGT - Paraná,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.