UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

UGT Minas ganha mais duas regionais, no Vale do Aço e no Triângulo Mineiro


18/05/2015

A União Geral dos Trabalhadores de Minas Gerais fortalece sua presença e representatividade no Estado, com a criação de duas novas regionais: no Triângulo Mineiro e no Vale do Aço. Com isso, amplia para cinco o número de regionais e, consequentemente, o número de entidades sindicais filiadas. As outras são: Sul, Zona da Mata e Norte de Minas.

 

A criação da Regional Vale do Aço foi oficializada no dia 11 de maio, durante plenária realizada em Ipatinga. O evento foi aberto pelo presidente da UGT-MG, Paulo Roberto da Silva, e contou com a presença de demais membros da diretoria da Central em Minas, do diretor financeiro da UGT nacional, Moacyr Pereira, do deputado federal e ex-presidente da UGT-MG, Ademir Camilo, de representantes de diversos sindicatos da região e convidados. 

 

Por consenso entre as entidades sindicais presentes, o presidente do Sindicato dos Empregados nas Empresas de Turismo do Vale do Aço (SEETHUR), Geraldo Julião Magela, o Maguila, foi eleito coordenador da Regional. 

 

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Belo Oriente (SINTTRO), Hudson Passos Batista, foi eleito o secretário-geral. E, como tesoureiro, foi indicado Adeildo Vago, presidente do Sindicato dos Práticos de Farmácia e dos Empregados no Comércio de Drogas, Medicamentos e Produtos Farmacêuticos do Vale do Aço (SINPRAFARMA/VA). 

 

Como suplente, foi eleito o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação, Turismo e Hospitalidade de João Monlevade, Domingos Marinho de Andrade, o Dominguinho.

 

“Vamos somar forças e trabalhar em conjunto para fazer com que a UGT cresça cada vez mais no Vale do Aço. Agradeço a presença de todos vocês que vieram de longe para nos prestigiar. Sinto-me feliz e orgulhoso de poder fazer parte dessa grande família”, afirmou Maguila.

 

Descentralização e democratização

 

O presidente da UGT-MG, Paulo Roberto da Silva, ressaltou que, ao oficializar a criação de mais uma Regional, a diretoria da Central em Minas cumpre o compromisso assumido quando tomou posse de descentralizar e democratizar as ações da entidade. 

 

Segundo ele, Minas Gerais é um estado muito grande e as decisões não podem estar centradas apenas na pessoa do presidente. Ressaltou, ainda, que levantar bandeiras de luta é muito fácil, mas alcançá-las já é outra história, e conclamou os sindicalistas a uma atuação efetiva para a defesa e garantia dos direitos da classe trabalhadora. 

 

“Coragem, disposição e propostas de trabalho não nos faltam, mas todos nós temos que fazer a nossa parte. Nada vem de mão beijada e é preciso correr atrás. Temos força, sim, desde que cumpramos bem nosso papel. A mudança só depende de nós e não podemos ficar acomodados”, afirmou Paulo Roberto.

 

O deputado federal Ademir Camilo lembrou que a UGT é a central sindical que mais cresce em Minas Gerais e no País. “Temos a alegria de ter em nossa base os maiores e os mais responsáveis sindicatos, em todas as unidades federativas. Somos uma central plural, aberta ao diálogo, com oportunidades iguais a todos. Não existe um dono, mas essa democratização pressupõe também responsabilidades. Que a Regional Vale do Aço possa crescer cada vez mais, trabalhando de forma efetiva em benefício de seus representados”, destacou.

 

Palestras

 

 Além da eleição e posse dos membros da Regional Vale do Aço, a programação contou com palestras com temas de interesse dos trabalhadores, seguidas de debates. A procuradora do Ministério Público do Trabalho da 3ª Região, Ana Cláudia Nascimento Gomes, falou sobre as atribuições do MTP. O juiz do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, Paulo Maurício Ribeiro Pires, fez uma explanação sobre “O Poder Judiciário e suas atribuições”. 

 

A procuradora destacou o papel do Ministério Público do Trabalho na defesa dos direitos individuais e coletivos e disse que o MPT está sempre à disposição para atuar em parceria com as entidades sindicais. “Nosso objetivo é resguardar o trabalhador das possíveis mazelas que possam ocorrer em suas atividades laborais”, declarou.

 

O juiz Paulo Maurício, por sua vez, afirmou que a atuação combativa das entidades sindicais é o melhor caminho para atender às demandas dos trabalhadores e evitar a judicialização, ou seja, tentar resolver um conflito trabalhista por meio de ações na justiça, esperando que o juiz determine uma sentença que seja favorável à categoria.

 

De acordo com o magistrado, a justiça do trabalho está abarrotada de processos e não se pode acreditar que irá resolver tudo ou proferir uma sentença que seja favorável às categorias. “Os sindicatos têm que se organizar e tentar inserir nas convenções coletivas os anseios dos trabalhadores. É preciso fortalecer a cultura da negociação e da conciliação. A organização de vocês é extremamente significativa e pode evitar que processos se arrastem por anos na justiça”, afirmou o juiz. 

 

Regional Triângulo Mineiro

 

A fundação da Regional no Triângulo Mineiro foi oficializada durante plenária realizada no dia 24 de abril, em Uberaba. Assim como ocorreu em Ipatinga, o evento contou com a presença do presidente da UGT-MG, Paulo Roberto da Silva, de demais membros da diretoria, de representantes de sindicatos da região e convidados.

 

Como palestrante, a programação reservou um momento especial de bate-papo e debates com o antropólogo, professor universitário, pesquisador, consultor e doutor em Ciências Sociais, José Bernardo Enéias de Oliveira.

 

Ao discorrer sobre o tema “História do movimento sindical: os movimentos de lutas”, ele ressaltou que sindicato cidadão é aquele que consegue transformar a sociedade, construindo mecanismos de justiça e igualdades sociais. Assim, é necessário que tente reunir o máximo de associados, de modo a fortalecer sua representatividade. 

 

A plenária foi encerrada com eleição e posse da diretoria da regional, composta pelos seguintes companheiros:

 

Coordenador Geral: Vilmar Antônio da Silva -  Presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro e Similares de Uberaba e Região.    

 

Coordenador-Secretário: Marcelo Takematsu Hayashi - Presidente do Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Patos de Minas (Sintrapatos).   

 

Coordenador de Finanças: Márcio José dos Reis - Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Uberaba.

 

Suplentes: Gilmar Batista de Araújo (Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Iturama), Nildomar  Lázaro da Silva (Presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Fabricação do Álcool  Químicas de  Fronteira e Região), José Lacerda Sobrinho (Presidente  do Sindicato dos Trabalhadores da  Construção Civil e Mobiliário de  Uberaba).

 

Com sua presença no Vale do Aço e no Triângulo Mineiro, a UGT-MG amplia para cinco o número de regionais no Estado e, consequentemente, o número de entidades sindicais filiadas. As outras regionais são: Sul, Zona da Mata e Norte de Minas.

 

Fonte: UGT Minas


Categorizado em: UGT - Minas Gerais,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.