UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Cerca de 5 mil condutores aprovam a proposta patronal, em assembleia da categoria


23/05/2019

A rua em frente à sede do Sindmotoristas ficou tomada de trabalhadores, na tarde desta quarta-feira (22). Na assembleia, cerca de 5 mil companheiros estavam ansiosos para ouvir a nova proposta salarial do patronal. Dessa vez, não houve frustração e os condutores votaram pela sua aprovação.

 

Mas, antes, os dirigentes sindicais ressaltaram a unidade na luta, o apoio incondicional da categoria  aos seus representantes e a recompensa, em forma de conquistas, pelo esforço empreendido na difícil campanha salarial desta ano.

 

“Quem apostava no fracasso das negociações e num acordo coletivo ruim, quebrou a cara”, disse o diretor Pedro Alcântara (Boka de Lata).

 

Para o secretário geral Francisco Xavier da Silva (Chiquinho), os empresários queriam usar os trabalhadores como massa de manobra para ganhar mais dinheiro. “Sem acordo e com a greve definida, entraram na Justiça, convictos de que no Tribunal venceriam a batalha e implantariam uma série de maldades da nova Lei Trabalhista, no sistema”.

 

Dois personagens dessa história merecem uma menção especial pelo papel importante que tiveram na solução da crise, diga-se de passagem, alimentada pela intransigência dos patrões, desde o começo das negociações. A pressão e as cobranças feitas pelo deputado federal e presidente licenciado do Sindmotoristas, Valdevan Noventa, e o vereador Milton Leite, foram cruciais para uma mudança de postura do SPURBANUSS. “Muito obrigado! A intervenção dessas lideranças contribuiu decisivamente para o sucesso da luta”, afirmou Valdemir dos Santos Soares (Moleque).

 

Quanto às demandas dos trabalhadores do setor da manutenção, na assembleia, foi aprovada a comissão composta por Carlinhos da Mobi Brasil, Pi da VIP AE Carvalho, Barão da Transppass e Dida da Sambaíba G4, que irá negociar uma pauta específica com os representantes dos patrões, durante 30 dias. O secretário da Pasta, Naílton Francisco de Souza, enfatizou que a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria só acontecerá mediante a solução dos problemas do setor.

 

No seu discurso, o deputado Valdevan Noventa parabenizou os trabalhadores, que confiaram na direção do sindicato para representar seus direitos e agradeceu os membros da comissão de negociação, que souberam somar, fortalecer e mobilizar os companheiros, nos locais de trabalho. “Impedimos a implantação do banco de horas, 01 (uma) hora de intervalo sem remuneração, reajuste salarial abaixo da inflação e outras maldades da nova Lei Trabalhista”.

 

Cobradores!

 

Noventa, sensível aos graves problemas sociais do país, fez um apelo aos cobradores para valorizarem o seu emprego, cobrando mais profissionalismo e responsabilidade, pois do outro lado, há empresários de ônibus jogando pesado para extinguir a função. “Nos ajudem, não faltem no serviço sem justificativa. Muitos pais e mães de família, que estão fora do mercado de trabalho, dariam tudo para estar no lugar de vocês ”, declarou o parlamentar.

 

Por fim, o presidente em exercício, Valmir Santana da Paz (Sorriso), falou que a categoria e o sindicato tiveram uma jornada de luta cheia de obstáculos até chegarem a este momento tão aguardado de votar uma proposta com avanços econômicos e sociais, com destaque para os seguintes pontos:

 

– Reajuste salarial de 5,10%;

 

– Vale de refeição no valor unitário de R$25,20;

 

– Participação nos Lucros e Resultados (PLR)

 

R$1.500,00 para trabalhador sem faltas;

 

R$1.400,00 até cinco faltas;

 

R$1.300,00 até dez faltas;

 

R$1.200,00 acima de dez faltas.

 

– Criação da Comissão da Manutenção para discutir a pauta do setor com o patronal;

 

– Manutenção das cláusulas anteriores.

 

Os trabalhadores aprovaram, por unanimidade, a proposta salarial, que é, sem dúvida, a melhor de todo o segmento de transportes do país. A campanha salarial 2019 foi encerrada, com a conquista de uma grande vitória dos condutores de São Paulo.

 

Lideranças sindicais

 

Autoridades sindicais prestigiaram a assembleia, entre as quais: Ricardo Patah, presidente da UGT; ex-deputado estadual Alcides Amazonas; Luiz Gonzaga, presidente do Sindicato dos Escritórios; e Raimundo Cocada, diretor do Sindficot-vlp.

 

Fotos: Denis Glauber

 

 

64393D76-B2AA-41E3-97DE-A726B0615ADF-300

89A8173E-C1F2-42C7-A9D0-E6D580AD5EC9-300

15AD9FD2-4E5D-4419-B136-15DB07D2F8F8-300

D57B60EA-2C06-46E8-962B-71B7C745DA52-300

7F00FE9D-AA5C-4E64-9002-DCC62652F999-300

8A9438A7-57EF-44B0-A1C1-0BA484728A6E-300

164F28D6-5D67-4A5F-A187-E4DA25D4EC3E-300

335706E7-791D-4B68-BA93-7CE314147F84-300

D4A44B29-287C-4F05-A456-3CE01AD6A593-300

38D9DD34-FB5A-48D0-93A8-3307F64519F1-300

DFF83CB1-DC1C-46ED-9DD5-78978425CC09-300

DBBCB988-AD7C-4553-8F43-F23D91C08B2F-300




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.