UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

UGT-BA participa de reunião unitária das centrais sindicais


12/03/2019

Na manhã desta segunda-feira (11), a União Geral dos Trabalhadores no Estado da Bahia (UGT-BA) participou de reunião, na sede da CTB Bahia, com as demais centrais sindicais e com representantes de movimentos sociais para traçar as ações que acontecerão no próximo dia 22, quando haverá Mobilização e Luta contra a Reforma da Previdência.

 

No encontro estiveram presentes representantes da CUT, Força Sindical, CTB, Nova Central, CSP Conluta, Frente Brasil Polular.

 

“Nosso foco é alertar a população sobre os riscos da aprovação dessa reforma da previdência. É falar que toda essa política de austeridade adotada pelo governo, ao contrário do que estão dizendo, atinge somente os mais pobres, pois os privilégios não mudarão, para ser otimista, acontecerá apenas um leve maquiada e o chumbo grosso vem para a sociedade”, Explica Magno Lavigne, presidente da UGT-BA.

 

Segundo os dirigentes, a proposta é dialogar com toda a sociedade sobre esses assuntos que influenciam direta e negativamente a vida dos trabalhadores e trabalhadoras. “É inaceitável que de uma hora para outra CLT, que foi modificada e vinha se atualizando ao longo dos anos, agora não serve mais. Então vamos jogar fora e tirar tudo do trabalhador, desde a sua estrutura sindical e liberdade de organização, até os benefícios mais básicos, como vale transporte e vale refeição”, diz Magno que reforça a tese de que essas mudanças promovidas na relação de trabalho dos brasileiros, terão impacto negativo na previdência social.

 

Magno ressaltou também que a população precisa saber que o governo quer mudar o Benefício de prestação continuada, um benefício da assistência social no Brasil e prestado pelo INSS, que hoje é de um salário-mínimo para idosos, acima de 65 anos, e deficientes que não possam se manter e não possam ser mantidos por suas famílias, alterando isso para que o cidadão passe a receber R$ 400 reais por mês. “Se já é difícil um idoso viver com R$998 reais, imagina se cortar isso mela metade. Teremos muitos idosos pedindo esmola nos faróis”, comentou o sindicalista.

 

Buscando levar para a população a informação de que a previdência que Bolsonaro quer é prejudicial para a população, em especial para as mulheres, a UGT e o conjunto dos movimentos sociais e sindicais farão concentração às 10h, na Rotula do Abacaxi, fazendo uma passeata até o Iguatemi.

 

Pelo interior do Estado, a orientação é a de ampliar a adesão de diversos sindicatos para realizar diversas ações unificadas.




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.