UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Reajuste da Tabela do Imposto de Renda Já


10/03/2017

O contribuinte pagará em 2017, no mínimo, 4,5% de Imposto de Renda a mais do que desembolsou em 2016, considerando que seu salário tenha sido corrigido apenas pela inflação acumulada no ano passado (6%) e que suas possibilidades de dedução do imposto, como gastos com educação e saúde, também tenham aumentado na mesma proporção. Isso acontece porque a Receita Federal não atualizou os descontos possíveis nem corrigiu a tabela de quem deveria pagar imposto.

 

A tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física está defasada em 83,12% desde 1996. Se ela fosse corrigida pelos índices de inflação, a faixa de isenção seria até 3.460,50 reais. A não correção da tabela do IR pelo índice de inflação faz com que o contribuinte pague mais Imposto de Renda do que pagava no ano anterior.  A União Geral dos Trabalhadores exige que a atualização seja feita e que essa defasagem seja sanada, pois ela está prejudicando os trabalhadores e fazendo com que eles tenham enormes perdas em seus salários.

 

Últimas correções

 

2011

Inflação (IPCA): 6,50%

Correção tabela/IR: 4,50%

2012

Inflação (IPCA): 5,84%

Correção tabela/IR: 4,50%

2013

Inflação (IPCA): 5,91%

Correção tabela/IR: 4,50%

2014

Inflação (IPCA): 6,41%

Correção tabela/IR: 4,50%

2015

Inflação (IPCA): 10,67%

Correção tabela/IR: 5,60%

2016

Não houve correção 




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.