UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

UGT sensibiliza e mobiliza a zona leste de SP, no evento Mulher ComVida


07/03/2016

A Zona Leste de São Paulo recebeu o maior evento de todos os tempos para a celebração do Dia Internacional da Mulher.  O Mulher ComVida reuniu mais de 100 mil pessoas no Parque do Carmo, neste domingo, 06/03. Uma ação social da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, que tem como objetivo homenagear as mulheres e conscientizar a sociedade sobre a importância dos seus direitos, alertando contra qualquer tipo de discriminação e de violência contra a mulher.

 

Para Ricardo Patah, presidente da UGT e do Sindicato dos Comerciários, além da valorização dessa data, a importância do evento é criar condições efetivas de superação das diversidades que as mulheres ainda vivenciam nos dias de hoje. 

 

“Este evento no Parque do Carmo é extraordinário, para que homens e mulheres possam comemorar juntos. A mulher, infelizmente, é assediada, é estuprada e é morta. Então merece nosso respeito e a nossa indignação para que possamos dar um basta. E estamos fazendo isso, refletindo, conversando, dialogando e se divertindo. Um dia importante com ações cidadãs. As mulheres deram para nós um sinal fundamental de como precisamos mudar, porque mulher significa vida, mulher significa inclusão, mulher significa esperança, por isso nós temos Mulher ComVida”, comemora Patah.

 

A organizadora do evento, Isabel Kausz, é secretária da Mulher do Sindicato dos Comerciários e criadora do Mulher ComVida. “Me sinto como uma mãe”, fala. Numa conversa informal com a filha veio o nome Mulher ComVida, numa alusão à mulher como a base da família, a que dá a vida. “Até então não sabia como dar o nome a essa criança, a esse filho. E veio então esse nome. Se a mulher não estiver bem, a família não estará bem. Nós mulheres, podemos, somos a prova disso!”, continua a secretária.

 

E desde então, o Mulher ComVida, vem buscando parcerias e ampliando suas atividades. Um megaevento de cunho social, que visa olhar a mulher trabalhadora e lutadora como um todo, e também a família. Por isso o evento trouxe atividades de lazer, de beleza, saúde e oportunidade de recolocação profissional, com empresas de RH de diversos setores que estiveram ali instaladas, com o apoio do CAT (Centro de Apoio ao Trabalhador).

 

O vice-presidente da UGT e secretário de Turismo do Estado de SP, Roberto de Lucena, lembra que a mulher é a metade da população do planeta e é mãe da outra metade. “Apesar dessa força da mulher, de ser um grande eixo, o eixo central da sociedade, é uma pena que hoje, século 21, nós ainda precisemos de ações afirmativas para a mulher. Nós, enquanto sociedade, precisamos logo fazer essa transição, abrir a cabeça, entender a importância da mulher. E a mim alegra muito, que essa central tenha um olhar diferenciado para a mulher”, celebra. 

 

Canindé Pegado, secretário-geral da UGT, ressalta que além de ser uma das datas mais significativas, a UGT é a entidade sindical que mais valoriza seu quadro social, principalmente o quadro mulheres. A UGT, em seus 8 anos de existência e com mais de 1300 sindicatos, é hoje a segunda maior central, que tem entre seus quadros de associados 51% de mulheres. O ambiente sindical é um ambiente que por anos foi predominantemente masculino. Importantes lideranças femininas nasceram estimuladas na UGT. 

 

“É a única central sindical do país que tem a sua área de representação, de defesa da mulher trabalhadora, muito bem elabora e definida. A UGT tem a Secretaria Nacional da Mulher que atua fortemente na defesa dos interesses da mulher em todas as suas instâncias. Nós sabemos que a relação da mulher na luta pela redemocratização do nosso país foi significativa. A UGT encampa a luta da mulher no plano nacional e internacional também”, comenta Pegado.

 

Simão Pedro, secretário de Serviços de SP, homenageado por sua atuação no Sindicato dos Comerciários, que ainda jovem chegou no movimento sindical e pôde crescer em aprendizado e continua a observar as ações dos Comerciários e da UGT em torno da mulher, diz que o Dia Internacional da Mulher não é somente o dia de ganhar flor, mas o dia em que é preciso lembrar que as mulheres merecem direitos e precisam ainda conquistar outros direitos. 

 

Destaca a maioria de catadoras mulheres, lideranças nas cooperativas de reciclagem, em especial a companheira Lucia Salles, superintendente de serviço funerário da prefeitura de SP, a primeira mulher nesse serviço no nosso País. “A Secretaria de Serviços de SP está aqui para apoiar esse evento, mas acima de tudo é uma homenagem que nós fazemos com nosso trabalho a todas as mulheres, presentes em nossa sociedade, que vocês tenham muita força na luta e na conquista de seus direitos”, enaltece Simão Pedro.

 

A vereadora Edir Sales e vice-presidente da Câmara Municipal de SP, que abraçou a campanha Leite Materno é Vida, afirma que a parceria da UGT com a prefeitura e com o governo Estadual é muito satisfatória e importante. “A UGT é uma entidade muito forte, que pensa no social, na cidade de SP como um todo. E sabe da importância e a sensibilidade da mulher em todas as áreas”, celebra. 

 

Para a deputada Keiko Ota, se não existisse o carinho da UGT, o Instituto Ives Ota, que preside com seu marido, (vereador Masataka Ota), não existiria. Os dois externam sua gratidão pela UGT. “Esse evento é de extrema importância, para a gente visibilizar os problemas da mulher contra ela, que é a violência contra a mulher. É inadmissível a violência em si, são 60 mil homicídios por ano e a UGT valoriza e respeita o papel dela”, chama atenção. O vereador fala do desemprego e a importância de proporcionar beleza e curso de beleza, para a formação dessas mulheres.

 

O secretário de Relações Governamentais da Prefeitura de SP e deputado estadual José Américo Dias foi dar o abraço do prefeito Fernando Haddad. “O movimento sindical, em especial a UGT, está de parabéns de fazer uma atividade criativa, que congrega as famílias. A mulher comerciária, que é a grande maioria dentro da maior categoria da cidade de SP. Então também é importante que se conscientize sobre os direitos da mulher, dos cuidados da mulher, para que sua vida seja melhor, seja do ponto de vista da saúde, dos cuidados sociais”, pontua.

 

O dirigente dos Comerciários Antônio Duarte e secretário adjunto de Direitos Humanos da UGT, ressalta a importância do evento para ambas as entidades. “A gente faz pelo menos uma gotinha no oceano. A mulher deve ser mais valorizada, não só com o evento, mas no dia a dia, esse é nosso lema”, frisa.

 

E para propiciar este evento, é fundamental a parceria com o SESC Itaquera. Fabio Luis Vasconcelos, gerente adjunto da instituição, reforça o  trabalho conjunto com o sindicato de longa data. “É algo muito importante e faz muito sentido para nós. Então é uma excelente oportunidade que a gente tem de levar um pouco do trabalho do SESC, de ação cultural, esportiva, educação e da gente também aproximar o público das nossas ações”, finaliza.

 

Mariana Veltri – imprensa da UGT

 

 

 




logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.