UGT UGT

Filiado à:


Filiado Filiado 2
Home | Notícias
Home | Notícias

NOTÍCIAS

Processo de descentralização da UGT-MG avança com reunião e palestras em Uberlândia


28/08/2015

A proposta de descentralizar as ações da UGT/MG e, ao mesmo tempo, fomentar uma maior inserção das regionais mineiras na construção de uma entidade ainda mais participativa e cidadã, atingiu um novo patamar na oitava reunião da Operativa Estadual, que aconteceu no dia 24 de agosto, nas dependências do Hotel Presidente, em Uberlândia, Minas Gerais.

 

O sucesso da iniciativa pode ser mensurado pela presença de diretores e presidentes  de 19 entidades da região do Triângulo e Alto Paranaíba, representando milhares de trabalhadores das mais diversas categorias profissionais.

 

Na primeira parte da reunião foram discutidos assuntos administrativos e operacionais da entidade. Logo após, já com as presenças do companheiro Paulo Roberto Faccion, coordenador da Regional Norte de Minas, e do Dr. Dalton Max Fernandes de Oliveira,diretor de Gestão da 11º subseção da OAB/Montes Claros e membro do Conselho de Ética da 8ª turma da OAB/MG, os dirigentes sindicais debateram a organização do Congresso de Direito Sindical e Trabalhista, a ser realizado nesta cidade no próximo mês de outubro.

 

O encontro foi coroado com duas excelentes palestras que tiveram como eixo e tema a “Conjuntura política e econômica atual”, proferidas pelo jornalista, publicitário e especialista em Política Parlamentar, André Luis dos Santos, e pela advogada Dra. Zilmara David de Alencar. 

 

Palestras

 

Em sua exposição, o jornalista, que é assessor parlamentar do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), apresentou um balanço e análise das manifestações populares dos últimos três anos, com uma visão macro das ações do governo e da oposição, cotejando-as com uma inércia generalizada do movimento sindical neste mesmo período.

 

Ressaltou, também, que a população não reconhece o mérito das entidades sindicais na implantação da política de transferência de renda e valorização do salário mínimo. Mais de 80% dos entrevistados declararam que a melhoria na renda veio em função da própria competência ou da providência divina.

 

“Eventos como esse promovido pela UGT, com uma participação efetiva e um grupo eclético, enriquece o movimento sindical e o fortalece para uma ação organizada no cenário nacional”, declarou o jornalista.

 

Direitos dos trabalhadores

 

A advogada Zilmara David de Alencar, especialista em direito coletivo do trabalho e negociação coletiva no setor público, consultora do DIAP e consultora jurídica de centrais sindicais e confederações sindicais, elencou as armadilhas presentes nas diversas Medidas Provisórias que cerceiam ou retiram direitos dos trabalhadores. 

 

Tais medidas, segundo ela, são patrocinadas pelo Congresso Nacional mais conservador eleito pós-constituição de 1988 e representam, em seu conjunto, derrotas sucessivas dos trabalhadores. De acordo com a advogada, todo o arcabouço legislativo trabalhista representa apenas o mínimo relativo aos direitos dos trabalhadores e que mesmo este mínimo encontra-se constantemente ameaçado pela ofensiva patronal na esfera política.

 

Dra. Zilmara destacou como extremamente positiva a proposta descentralizadora e inclusiva da UGT mineira, que busca, por meio do debate regionalizado e do contato direto com as bases, inserir o trabalhador na discussão da política econômica, política sindical e trabalhista a partir de sua própria experiência e da reflexão que ela proporciona.

 

Somente assim, acrescentou, será possível fomentar uma política criada de baixo para cima, com grande participação popular, que possa ser assumida pela central como representação direta e inequívoca do pensamento e dos anseios dos trabalhadores.

 

Com a palavra

 

Confira depoimentos de alguns companheiros que participaram das palestras.

 

A proposta de descentralizar as ações da UGT,  através do debate sobre a conjuntura política e econômica nacional, permite a inserção política dos sindicatos do interior do estado. Favorece, ao mesmo tempo, a formação de um cenário propício à criação de um pensamento que tende a ser hegemônico por ser gerado na base, ouvindo diretamente as lideranças sindicais regionais. Creio que esta é a maneira correta de se construir uma entidade participativa e atuante.”

Vilmar Antônio da Silva - presidente da regional Triangulo Mineiro e Alto Paranaíba da UGT/MG e do Secosaer de Uberaba

 

 “Acho muito importante participar destes eventos e levar o conhecimento adquirido para nossos representados. Tudo isto só vem a somar e traz em seu bojo a necessidade sermos multiplicadores destas informações para termos condições de enfrentar os desafios impostos ao movimento sindical. O debate direto  com o dirigente sindical em sua própria região, como vem sendo travado, permite e facilita a formação de um pensamento unificado para todos os integrantes da central”.

Lutério Antônio Alves - presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Uberaba e Região

 

“Gostei muito da reunião, principalmente pela qualidade e competência dos palestrantes que nos proporcionaram, de maneira clara e didática, uma visão abrangente dos temas tratados. Precisaríamos encontrar um modo de inserir os trabalhadores diretamente nestas discussões, talvez, levando-os para uma apresentação direta junto às comunidades de trabalhadores”.

José Maria Oliveira Neto - Sindicato dos Bancários de Uberlândia

 

 “Os debates despertaram o movimento da região para a realidade da conjuntura política e econômica atual. Além disso, motivaram as lideranças sindicais para a necessidade de realizar um trabalho organizado em suas bases e, assim, saberem atuar ante às mudanças nas legislações”.

Nildomar Lázaro da Silva - Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Cana, Químicos, Farmacêuticos de Fronteira e Região/SINTIAF

 

 “Esse processo de descentralização, implantado pela Operativa da UGT/MG, é exemplar e deveria ser copiado por todo o movimento sindical brasileiro. Deve ser visto como um caminho sem volta, pois incute a participação ativa do trabalhador na no processo de formação da opinião coletiva”. 

Gilmar Batista Araújo – STIALI

 

Fonte: UGT Minas Gerais

 


Categorizado em: UGT - Minas Gerais,


logo

UGT - União Geral dos Trabalhadores


Rua Aguiar de Barros, 144 - Bela Vista - São Paulo/SP - 01316-020 - Tel.: (11) 2111-7300
© 2013 Todos os direitos reservados.